Sport opta por reforçar elenco antes de analisar situação do treinador

Clube contratou Morato, encaminhou acerto com Elkin Blanco e Mateus Carvalho e tenta Hernane Brocador

O Sport receberá, nesta semana, pelo menos três reforços para a sequência da Série A: o volante colombiano Elkin Blanco, o meia-atacante Mateus Gonçalves e o atacante Morato. E ainda tenta contratar Hernane Brocador junta ao Grêmio por empréstimo. Com quatro novos atletas, a diretoria deixa claro que o pensamento era dar novas opções no elenco ao treinador antes de avaliá-lo no comando da equipe. Você pode concordar ou não, mas ao menos é uma postura coerente.

Mesmo diante da pressão pela vertiginosa queda de rendimento do Leão após a Copa do Mundo, o departamento de futebol do Sport manteve a confiança em Claudinei Oliveira. Inclusive, antes do jogo contra a Chapecoense, o vice-presidente de futebol rubro-negro, Guilherme Beltrão, teve uma conversa com o treinador para deixá-lo tranquilo quanto à sequência do trabalho.

Com este voto de confiança, Claudinei Oliveira agora tem de encaixar as peças no time titular. A necessidade de reforços era nítida pelas escalações e, principalmente, as opções no banco de reservas.

Para o meio-campo, o treinador ganha o primeiro volante Elkin Blanco para substituir Anselmo. O colombiano de 28 anos tem como sua principal característica a forte marcação, mas tem dificuldades com a bola nos pés para sair jogando. Surgiu em 2009, no Once Caldas, e logo foi contratado pelo Millionarios. Porém, não teve a evolução esperada. Em 2016, defendeu o Atlético Nacional e seu último clube foi o América de Cali.

Enquanto Morato e Mateus chegam ao clube para atuar pelas pontas. Posição que o Sport precisa de novas alternativas para variar o jogo. Morato, emprestado pelo São Paulo e que se destacou pelo Ituano, tem velocidade e pode atuar pelos dois lados do campo, além de ter uma boa recomposição.

Já Mateus foi revelado pelo Palmeiras e fez uma boa Copa São Paulo em 2014. Na sequência, foi para o Vitória de Guimarães, de Portugal, e rodou em clubes do México como Deportivo Tepic, Pachuca, Chiapas, Toluca e, por último, Tijuana. Ele atua pelo lado esquerdo e também se destaca pela velocidade, mas com o objetivo de centralizar mais as jogadas para a área seja com finalização ou passes para os companheiros.

Com os reforços, Claudinei Oliveira precisará recuperar o bom desempenho do Sport na Série A do Campeonato Brasileiro. É o último fio de esperança para o treinador dar sequência ao trabalho no clube. Caso contrário, não haverá mais argumentos para segurá-lo.