SONHOS DE UMA GARANHUNS MELHOR E PRA TODOS

Por Hélder Carvalho

Quando cheguei a Garanhuns, em meados de 1993, lembro que no dia 4 de fevereiro se comemorava o aniversário desta linda cidade.

Foi neste dia que recebi a grata alegria de saber que iria morar em Garanhuns, quando naquela madrugada meus pais se desentenderam lá no sertão onde morávamos.

Chegando aqui, foi amor à primeira vista. Tivemos que suar bastante para colocarmos comida na mesa de nossa família.

As ladeiras dessas sete colinas viram um jovem de 16 anos lutar para sobreviver.

Lutei como se eu tivesse uma única chance de viver numa cidade onde pudéssemos ter uma família e hoje ser digno de estar representando uma mudança.

Aqui cresci como um filho que ganha o direito de dizer que “pai é o que cria e não o que faz”.

Ganhei aos 29 anos o título de cidadão de Garanhuns e hoje sou um filho que dá muito orgulho ao seu pai.

Com a benção de Deus, aqui construí a minha linda família e amo demais esta cidade.

Depois de 23 anos, tendo a oportunidade de dar emprego a tantos – e ainda emprego -, pais de família que são merecedores de elogios e estão viabilizando que eu entre no processo político, sendo mais um dos desafios que o tempo irá se encarregar de colocar tudo no seu devido lugar.

Depois de ganhar prêmios de gestão do Sebrae e tantos outros órgãos que atestam este reconhecimento, hoje me vejo no dever de colocar aos moradores deste município o desejo de ver uma cidade mais próspera e que possamos realizar um trabalho que vai ser digno de cada confiança a nós depositada.

Uma geração que vem observando e anseia fazer uma política diferente, mais inclusiva, humana e com um outro olhar.

Vejo muita gente criticando a mesmice,o que nunca se renova, pois os políticos em geral são viciados nessa prática e se apropriam do poder através dos conchavos e dos seus filhos.

Quero deixar bem claro que sou filho do povo, dos menos favorecidos, daqueles que vêm perdendo seus direitos e dos que faltam o que comer.

Sei exatamente o que é isso porque passei por isso. Também sei que quem decide esse caminho é o povo. É nele que o processo político se define e tem o meu maior respeito.

Como disse no início deste artigo, só o tempo mostrar nosso esforço, nosso ideal e o sonho de levar à frente um trabalho em prol do desenvolvimento de uma nova e cada vez melhor  Garanhuns.