Nos siga nas redes sociais

Coluna Do Investidor

O método para investir em ações

Publicado

em

Arthur Lemos

Vo tem que ter um método para investir em ações. Este método precisa ser simples, mas precisa existir. 

 Isso não se restringe à escolha de ativos, mas também inclui sua estratégia. Por exemplo: 

 “Cara, o meu dinheiro vai para ações e eu vou diversificar em 5 setores, 25% cada. Um deles pode ser banco. E em banco, vou fazer o seguinte: vou acompanhar um banco digital etc”. 

 A partir disso, você pode começar a decidir para quais bancos vai olhar. 

 Qualquer que seja a leitura, se você quer escolher entre bancos, você poderia utilizar uma planilha ou um sistema. No caso do sistema, não cabe muito para pessoas comuns que não trabalham diretamente com investimentos. 

 Então, uma planilha. Você vai ter que ternessa planilhaalguns gatilhos para encontrar um valor desse negócio. 

 Como eu faço? 

 Olho para o histórico de performance, projeto esse resultado para 5 anos e combino isso com alguns múltiplos. No final disso, parto para a cotação naquela data de análise – eventualmente, posso colocar em jogo alguns outros múltiplos e informações.  

 Em resumo, a planilha tem que entregar se vale ou não a pena considerar uma compra, uma venda, ou até mesmo uma neutralidade nesse ativo.  

 Eu já resisti muito contra isso, até perceber que essa era a única forma de fazer com que pessoas normais investissem em ações.  

 Imagine que você perde muito tempo pensando: “lojas Renner é boa para comprar?”, e ao mesmo tempo pensa: “porra, eu adoro as lojas Renner, mas eu não sei se é bom para comprar”.  

 É claroisso vai depender de um monte de coisa. Nos investimentos, você vai dizer várias vezes que ‘depende’. 

 E esse ‘depende’ que é fogo, porque nós odiamos incertezas. Quer um exemplo?  

 Suponha que você vai para a Alemanha ou para a Itália, a culinária lá é boa, vários restaurantes etce também tem o Mc Donalds. Qual é o restaurante que fica cheio? O Mc Donalds. 

 Você pode odiar a comida do Mc Donalds, mas você tende a odiar mais a incerteza.  

 Então, essa história de ‘tem que analisar isso e aquilo’, faz com que sinta a incerteza, e repito: ninguém gosta desse sentimento. 

 Assim, você prefere correr o risco de não acertar e ficar na sua, do que investir e correr o risco de perder. Isso é muito bem explicado no viés cognitivo da aversão a perda.  

 A dor de perder é maior do que o prazer de ganhar.  

 Então, quando você vai combinando essas coisas, você tem o cenário perfeito para dizer: “pronto, eu gosto de ações e tal, mas o meu dinheiro está em um fundo multimercado porque eu acho que isso e aquilo”. 

 Preste atenção: você tem que ter um Método para sair do ambiente do Achismo! 

 Você tem que ter um método seu, para olhar e falar o seguinte: “de acordo com as minhas premissas, essa ação ou estratégia está boa para X ou Y”. 

 É preciso sair da turbulência, do ruído.  

 O método é o cara que vai fazer com que você se blinde dos seus próprios vieses. Ponto final. 

 “Mas eu não vou cair nisso”. Isso é ilusão! O viés é inerente ao ser humano, e você é humano. Não vai ser diferente. Sofremos disso.  

 A única coisa que você pode fazer para se afastar mais disso é reduzir o espaço de feeling de coisas como o ‘eu acho’. 

 Pega o achismo e coloca de lado. Esquece isso de uma vez por todas. 

 Você precisa de um método. Você precisa se proteger de você mesmo. 

 

 Conte comigo para seu sucesso. 

 Forte abraço, 

Arthur Lemos. 

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *