Morre Eurico Miranda, um dos ídolos do Vasco da Gama

Eurico Miranda, ex-presidente do Vasco — Foto: Leonardo Magliano
Eurico Miranda, ex-presidente do Vasco — Foto: Leonardo Magliano

Colecionador de títulos, inimigos e polêmicas, Eurico foi um dirigente que nunca  passou despercebido

Por Wanderson Pontes – Recife

Eurico Ângelo de Oliveira Miranda, ou simplesmente Eurico Miranda morreu nesta terça-feira (12) aos 74 anos, vítima de um Câncer no cérebro. O corpo foi velado na Capela Nossa Senhora das Vitórias em São Januário e seguirá para o cemitério São João Batista, onde será sepultado na tarde de quarta-feira (13), apenas com a presença dos familiares.

Atualmente, ele estava no cargo de presidente do Conselho de Beneméritos do clube. O ex-presidente deixou quatro filhos. Eurico se encontrava em estado debilitado desde o início de 2018. Mesmo assim, foi figura presente em jogos do Vasco em São Januário – chegou até mesmo a ir aos treinos do elenco no CT do Almirante, em Vargem Pequena.

Eurico foi presidente do Vasco em dois períodos: de 2003 a 2008, e de 2015 a 2017. Também foi vice-presidente de futebol do clube entre 1990 e 2002, tendo participado do período de maiores conquistas do clube, como o Campeonato Brasileiro de 1997, a Copa Libertadores de 1998, a Copa João Havelange de 2000 e a Copa Mercosul de 2000.

Presença ilustre e sempre polêmica, Eurico sempre enalteceu o Vasco da Gama e algumas afirmações causaram alvoroço fora das quatro linhas. Mas, um dirigente referência no Brasil, Eurico se despede com um legado de fazer um futebol por amor e paixão a camisa que muitas vezes falta em alguns dirigentes.

Vá com Deus Eurico Miranda, amado por muitos e odiados por outros, mas uma figura espetacular do futebol brasileiro.