Menino que foi agredido e teve a perna amputada recebe prótese

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Gabriel José dos Santos, de 10 anos, tem uma história de emocionar. Ele que mora na cidade de Caruaru, no agreste de Pernambuco teve a perna amputada após sofrer uma agressão na escola, recebeu nessa quinta-feira (27) uma prótese para facilitar a locomoção.

Ainda em maio de 2018, segundo a tia de Gabriel, Adenice do Nascimento, o menino foi espancado pelos próprios colegas dentro da Escola Municipal Professora Sinhazinha, no bairro do Salgado, após fazer um gol em uma partida de futebol. Os colegas não teriam gostado e começaram a bater nele, o fazendo desmaiar.

Adenice também informou que o menino chegou em casa se queixando de dores, mas disse que caiu, e não contou realmente o que aconteceu. Porém, ele continuou sentindo dores após dias e foi levado para a UPA 24H, em Caruaru, onde foi identificada uma lesão na perna dele.

O menino passou mal novamente e foi levado para a Policlínica do bairro do Salgado. A médica da policlínica conseguiu convencer o garoto a contar o que realmente aconteceu. Devido à gravidade da lesão, ela o encaminhou para o Hospital da Restauração, no Recife. Gabriel passou vários meses no hospital e acabou pegando uma infecção na perna que foi atingida. Por causa disso, precisou ter o membro amputado em dezembro.

Bons ventos

Apesar das dificuldades, Gabriel também recebeu boas surpresas. A Fábrica de Sonhos conseguiu uma de estudos para ele. Além disso, Gabriel entrou em campo com seu ídolo, o goleiro Cássio, do seu time do coração, o Corinthians.

No começo deste ano, a coordenadora do centro de reabilitação do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP), Marcela Oliveira, informou que o hospital faria a doação de uma prótese para Gabriel e ajudaria nas sessões de fisioterapia. Na quinta-feira (27), o menino recebeu a prótese e começou nesta segunda-feira (1º) as sessões de fisioterapia.