Marília Arraes e Fernando Haddad de ato em favor da liberdade de Lula na Zona Norte do Recife

A deputada federal e apoiadores do partido acompanharam o ex-candidato à presidência, pediram liberdade para Lula e manifestaram preocupação com as queimadas na Amazônia

O ex-candidato à Presidência da República nas eleições de 2018, Fernando Haddad, chegou ao Mercado de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife, por volta das 11:00 horas para participar da Caravana Lula Livre, promovida pelo Partidos dos Trabalhadores (PT) com o objetivo de mobilizar simpatizantes contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O ex-candidato a presidente estava acompanhado de lideranças do PT de Pernambuco, entre elas a deputada federal Marilia Arraes que hoje é vista como pré-candidata a prefeita do Recife para as eleições de 2020. Antes de discursar o ex-presidenciável participou de uma conversa com a imprensa, na oportunidade Fernando Haddad observou que “há injustiças” na sentença do ex-presidente.

Preso desde abril de 2018, Lula tem duas condenações na Lava Jato pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, nos casos do Sítio Atibaia e do Triplex do Guarujá – este já tramitado em segunda instância.

“Está cada vez mais claro que foram cometidas algumas injustiças contra o presidente Lula, tem muitas decisões sendo revertidas e a gente espera que a decisão condenando Lula também seja revista porque não teve amplo direito de defesa e o juiz o condenou absolutamente sem provas, se quer com um crime cometido”, disse o petista.

A caravana em defesa de Lula com Haddad já esteve em cidades do Sul, Sudeste e Norte. Antes vir ao Recife, ele cumpriu agenda em Fortaleza na sexta-feira (30) e neste domingo (1º) vai participar de um ato em Monteiro, na Paraíba.

Além dele, participaram do evento no Recife, a vice-governadora e presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos; o senador Humberto Costa (PT); os deputados federais Marília Arraes e Carlos Veras, ambos do PT; os estaduais Doriel Barros (PT), Teresa Leitão (PT), João Paulo (PCdoB) e as Juntas (PSOL).