Liderar ou ser liderado?

Diante de tantas incongruências na vida pessoal, profissional ou pública, a harmonia e o equilíbrio pode ser tornar mais palpável quando se é incorporado e praticado um perfil de liderança. E tenham certeza que todas as pessoas possuem características de líderes, basta se conscientizar delas e decidir agir. Quando incorporamos a postura de liderança, passamos a enxergar além, conseguimos definir o foco para conquistar o resultado desejado, pois o líder é um ser visionário. Mas, o que é ser um líder?

Na verdade existem inúmeros perfis de líderes, cada um com as suas potencialidades, mas tem talentos que são essenciais, independente do tipo de líder. Podemos começar pelo o autoconhecimento que é a premissa básica do processo de autodesenvolvimento e o alicerce das relações interpessoais. Por estarmos pouco familiarizados com nossos próprios sentimentos e emoções, em grande parte do tempo baseamos a interpretação das nossas reações na forma como os outros nos avaliam e nos isentamos do precioso processo de autopercepção. Para liderar um gestor precisa conhecer a si mesmo e ser um exemplo para o grupo.

O segundo ponto é saber se comunicar e se relacionar com os seus liderados, pois a boa comunicação é uma das maiores habilidades de um líder. A linguagem verbal, escrita e corporal do líder faz toda diferença no seu relacionamento com os seus liderados e clientes, bem como a forma como se comporta e trata cada um dos membros de sua equipe. Assim, saber se comunicar da forma certa, com as palavras e o tom certo, em cada momento, é uma competência indispensável, principalmente para gerenciar conflitos.

Já o terceiro ponto é a prática da humildade. Os líderes mais humildes respeitam as pessoas que com eles trabalham, pois todos merecem o interesse por parte do líder e é por isso que os líderes humildes tendem a conhecer melhor os seus colaboradores, a desenvolvererm relações mais genuínas, mais francas e abertas. Sem dúvida, a humildade desenvolve relações fortes, estimula a criatividade e participação que são tão importantes nos momentos mais difíceis que qualquer empresa atravessa. A humildade tem o poder de inspirar e atrair os outros.

Depois de se conectar bem com sua equipe, é hora de focar, trabalhar e obter resultados. Lembrem- se que liderar é conseguir se comunicar com as pessoas fazendo-as enxergar seu valor e potencial de maneira clara e forte, de forma a convencê-las a acreditarem em si mesmas, de que são capazes de se colocarem em movimento, se sentindo parte importante de todo o processo. Antes de liderar uma equipe, lidere- se a si mesmo. Liderança é Ação e não Posição. É isso!

Dany Amorim- jornalista, coach em comunicação e sócia da Espalha Comunicação.