Nos siga nas redes sociais

Coluna Do Investidor

Investimento ou Especulação?

Coluna do Investidor

Publicado

em

Coluna do Investidor

A princípio, muitas pessoas confundem o conceito de especulação com investimento.

Especialmente para aqueles que investem em ações com foco na rentabilidade desses ativos, é muito fácil esquecer a estratégia fundamentalista e ser influenciado pela possibilidade de obter retornos representativos no curto prazo.

Para o investidor (PFC) pessoa física comum, é extremamente importante compreender a diferença desses conceitos e evitar colocar os pés pelas mãos na hora de investir seus recursos financeiros. Além de compreender qual estratégia vai nortear ou complementar sua carteira de investimentos.

Vamos começar entendendo as diferenças:

Os especuladores do mercado financeiro buscam retornos positivos no curto prazo sobre o valor investido. A profissão do day trader é característica quando o assunto é especulação. Afinal, o trabalho desse profissional consiste na tentativa de acertar a direção dos preços do ativo que está negociando. Para o day trader, essas operações acontecem no mesmo dia. Para outros especuladores, podem ocorrer em um prazo maior, é o que chamamos de swing trade.

Já o investidor se preocupa, não apenas com os preços do ativo em si, mas com os fluxos de caixa gerados por estes ativos. O investidor de ações, por exemplo, está focado não apenas no preço, mas em buscar boas empresas, que possuem atividades na economia real, geram receitas e lucros para os seus acionistas.

Essa avaliação do potencial de geração de lucro das companhias, é mais conhecida como análise fundamentalista, e tem como objetivo buscar ativos que estejam com um preço “descontado” em relação ao seu potencial de geração de “caixa” futuro.

Neste aspecto, é importante compreender que o investidor de ações obtém ganhos de duas formas: recebendo dividendos e através da valorização da ação.

Muitas evidências, inclusive resultados de grandes investidores do mercado financeiro, demonstram um potencial maior de sucesso na construção de riqueza no longo prazo, através da análise fundamentalista. No entanto, essa opção requer disciplina e consistência, e é apresentada de forma menos “sedutora” pelo mercado. Por isso, cuidado.

O posicionamento de especuladores e investidores é bem diferente. Ainda assim, investidores podem escolher especular em um pequeno percentual de sua carteira, desde que compreendam o risco e entendam as diferenças entre as operações.

Para ajudar nessa compreensão, elenco a seguir os principais riscos que o especulador precisa conhecer antes de iniciar uma posição especulativa:

  • Você não é o único

Você pode ter uma crença forte na sua “aposta”, mas sempre vai existir alguém que aposte no contrário. Além disso, você não é o único a especular no mercado. Há diversos especuladores profissionais e fundos quantitativos. Então, busque obter conhecimento antes de qualquer decisão no mercado financeiro.

Custos nas Operações

As corretagens e taxas são cobradas por cada operação. Se você especular operando diversas vezes no mês, poderá pagar custos elevados.

Tempo no Mercado

Quem costuma especular, precisa despender grande parte do dia para acompanhar o mercado e negociar ativos. Por isso, se este não é o seu foco, uma posição de longo prazo poderá fazer mais sentido.

Efeito Manada

Para aqueles que não tem informações privilegiadas, existe uma grande chance de especular nos ativos mais “comentados” ou “recomendados” da bolsa, seguindo um efeito manada que sem sempre corresponde à realidade.

Alavancagem

Não é recomendável tomar dívidas para especular. Mas muitos, por inexperiência ou ganância, buscam alavancar suas aplicações na tentativa de ganhar mais dinheiro.

Isto adiciona ainda mais risco na operação, podendo gerar grandes prejuízos.

-É importante salientar que um investidor pode especular em um percentual de sua carteira, desde que esteja consciente do que está fazendo e tomando um risco calculado.

Nosso foco é trazer conhecimento para que você possa fazer escolhas mais acertadas e com muito mais autonomia.

Espero que este conteúdo te ajude a minimizar riscos e definir a sua estratégia de investimentos.

Grande abraço!

Melissa Belmiro

Consultora Financeira

Empreender Dinheiro

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *