Nos siga nas redes sociais

Destaques

GRUPO MADERO É REFERÊNCIA EM AÇÕES SUSTENTÁVEIS NA AMÉRICA DO SUL

Empresa conta com procedimentos de preservação e cuidado com o meio ambiente que lhe renderam a renomada certificação global LEED em três níveis

Publicado

em

MADERO

Uma empresa que traz no slogan o propósito de fazer o mundo melhor deve ir além da teoria e se tornar um exemplo a partir de suas próprias ações. Diante desse ideal, o Grupo Madero se orgulha de ser a empresa da América do Sul com o maior número de certificados LEED (Leadership in Energy and Environmental Design). A renomada certificação global leva em conta as ações de preservação e cuidado com o meio ambiente, que o Grupo realiza em diferentes frentes, na construção de seus restaurantes pelo Brasil – fato que é destaque, principalmente agora, em meio ao grande processo de expansão que vem sendo realizado pela empresa.

Criado pelo United States Green Building Council (USGBC), o LEED considera aspectos como consumo de energia, materiais utilizados e eficiência no uso da água. Entre Madero e Jeronimo, 39 restaurantes do Grupo Madero têm certificados LEED nas regiões de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Sergipe, Ceará, Pernambuco, Distrito Federal, Mato Grosso, Paraná, Goiás, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, e mais de 50 estão em processo de certificação, em 12 estados do Brasil. Considerando os quatro níveis (Certificado, Silver, Gold e Platinum), que variam conforme a quantidade de pontos adquiridos, o Grupo possui 5 restaurantes Gold, 20 Silver, e 14 Certificados.

Considerando todos os segmentos, o Grupo Madero é a marca com o maior número de certificados no Brasil e responsável por mais da metade dos registros LEED no país em 2020, o que comprova a sustentabilidade dos projetos e construções.

“Ter a chancela do USGBC, que atesta o valor, conforto e eficiência dos espaços, além da integridade ambiental de cada construção, é um grande orgulho para o Grupo e vai de encontro com os nossos ideais”, comenta o empresário Junior Durski.

A Certificação LEED avalia os empreendimentos em oito categorias: Processo Integrado, Localização e Transporte, Terrenos Sustentáveis, Eficiência Hídrica, Energia e Atmosfera, Materiais e Recursos, Qualidade do Ambiente Interno, Inovação e Prioridade Regional. A análise de documentos e a creditação é feita pelo USGBC.

Dentre essas categorias, destacam-se aos clientes principalmente Qualidade Ambiental Interna e Localização e Transporte. A primeira se refere à promoção da saúde, conforto e bem-estar. Já a segunda, considera empreendimentos de fácil acesso às opções de transporte público e alternativos, como linhas de ônibus e bicicleta.

Como fazemos o mundo melhor?

Da construção dos restaurantes à Cozinha Central do Grupo, em Ponta Grossa (PR), não faltam exemplos de ações sustentáveis em conformidade com a certificação LEED. A começar pelo sistema de destinação de refugos de obras. Hoje, em média, 90% dos resíduos de obras do Grupo Madero são destinados ao reuso ou reciclagem, diminuindo consideravelmente o impacto no solo. Como a equipe responsável acompanha a obra do projeto até a conclusão, a segurança e eficiência também são garantidas.

Já a Cozinha Central é equipada com uma Estação de Tratamento de Efluentes, a qual trata a água utilizada e devolve à natureza 100% pura e tratada. Essa água é tão limpa que serve como lar para os peixes mantidos no lago na parte externa da Cozinha Central. A partir de suas diretrizes e práticas sustentáveis, o Grupo Madero consegue reduzir em média 35% o consumo de água nos restaurantes Madero Steak House e em 14% o de energia elétrica.

No modelo de negócio Container há uma redução média de 77% do consumo de água, graças ao sistema de reuso de águas pluviais, e 14% de energia elétrica. Esse tipo de restaurante, aliás, é mais um grande diferencial do Grupo, afinal, ele reaproveita estruturas de aço que não poderiam mais ser usadas no transporte de cargas e seriam descartadas incorretamente na natureza. Depois de reformadas, elas servem perfeitamente à construção civil e se transformam em espaços descontraídos e confortáveis, por meio dos departamentos de arquitetura e engenharia do Grupo.

Outra ação de impacto significativo nos restaurantes é o monitoramento de CO2. Os sensores conseguem indicar a presença de uma grande quantidade de pessoas no ambiente e, dessa forma, aumentar a renovação de ar – iniciativa de grande importância, principalmente, para o momento atual.

 

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *