Nos siga nas redes sociais

Colunas

E se o novo padrão de beleza for a quantidade de livros que você tem em casa?

Danielle Farias Janguiê- Advogada

Publicado

em

Danielle Farias Janguiê

Ainda em prática o distanciamento social, aos poucos os pernambucanos começam a retomar a vida (alguns resolveram sair antes, mas isso é assunto pra outro tópico) e nesse tempo, o que se achava que haveria um desvario de consumo não foi tanto assim. As pessoas compraram, mas muito mais coisas para “arrumar” a casa do que para si próprias. Lojas de luxo fazendo promoções e distribuindo descontos para atrair clientes. Os mesmos clientes, mas as pessoas não são mais as mesmas.

Não, nada de falarmos novamente do “novo normal” tema que já está até fugindo do óbvio e de tão batido está sendo ressignificado (!!!) Li diversos textos falando sobre a volta do consumo, escrevi alguns sobre a expectativa desse novo cenário. Menos é mais, seria o novo preto.

Não vemos nada disso, pelo menos eu não tenho visto. O que vejo é muito desapego do material em si, e muito apego ao eu interior, o próximo, a carreira, a família. Muita gente vendendo o que tinha sobrando e viu que não precisava de tanto assim, outras tantas doando.

Claro que as pessoas não deixaram de consumir, esse é o nosso modelo de economia, produção e consumo, mas, acredito eu, não se trata apenas de conscientização, mas realmente de não ser mais tão divertido ter a bolsa do momento (e qual seria essa bolsa?) ou o sapato da moda (pra ir pra onde mesmo?) ou mesmo aquele vestido chiquérrimo (não temos mais festas).

Então, pra que comprar tudo isso agora se nem sei como vai ser amanhã? Estamos aprendendo a viver um dia de cada vez, esperando que o pior não aconteça e que alguém descubra a cura do mal, na expectativa de voltarmos ao começo ou ao recomeço.

É daí que vemos que o alimento tem que ser da alma. Precisamos fazer nossa alma sorrir. É ela que nos levará adiante nessa aventura da vida. Nada mais belo do que alimentar o pensamento e aumentar o conhecimento, embelezar o discurso e fundamentar o raciocínio.

Ler mais. Mais informação, com embasamento e menos superficialidade. Cursos gratuitos estão sendo fornecidos por diversas universidades do mundo, academias fechadas, cursos online abertos. Que tal nos voltarmos para o #teamcerebro ? Vamos além dos 15 minutos e ter mais conteúdo para apresentar. Talvez esse seja o novo padrão de beleza, a beleza que vem de dentro.

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *