Deputado Marco Aurélio critica fala de João Campos sobre legítima defesa

O filho do ex-governador Eduardo Campos acredita que a PEC pode transformar a legítima defesa em instrumento de ‘segurança’ perante a sociedade.

Foto: Roberto Soares/ Alepe

O líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Marco Aurélio (PRTB), rebateu a fala do deputado federal João Campos (PSB), que declarou em entrevista à TV Câmara que “a legitima defesa, ela bota em risco a vida do outro”.

 

“Depois de ouvir a inédita declaração de João Campos sobre Legítima Defesa , cheguei a uma conclusão: Ele é Dilma fantasiado de príncipe”, disse Marco Aurélio em suas redes sociais no último domingo (22).

 

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou, na última quarta-feira (18), a proposta de emenda à Constituição (PEC 100/19) que inclui a garantia do exercício da legítima defesa pelo cidadão, no texto constitucional.

 

Para o filho do ex-governador Eduardo Campos, a PEC poderá transformar a legítima defesa em instrumento de segurança perante a sociedade. “Você criaria um instrumento de segurança privada em detrimento da segurança coletiva, o que poderia acarretar a redução de investimentos em segurança pública”, alertou.