Um discurso longo e chato

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O detalhe negativo da sessão de posse de Jair Bolsonaro foi o discurso do senador Eunício Oliveira, presidente no Congresso Nacional: enorme, cansativo, bem maior do que o do presidente eleito. A eterna mania de querer aparecer de alguns políticos. Elogiou o presidente Michel Temer e agradeceu ao poco do Ceará. Que, aliás, o rejeitou não renovando seu mandato.