STJ nega liminar de habeas corpus do prefeito de Camaragibe

Foto: Folha de Pernambuco
Foto: Folha de Pernambuco

A defesa do prefeito afastado de Camaragibe, Demóstenes Meira (PTB) entrou com uma liminar de habeas corpus que foi negada pelo STJ. Como o pedido de prisão do prefeito de Camaragibe aconteceu às vésperas do começo do recesso do TJPE, a situação dele já era complicada de partida.

Na segunda-feira, fontes da área jurídica informaram que a defesa do prefeito Demóstenes Meira, preso preventivamente por ordem do TJPE na semana passada, protocolou nesta segunda-feira (24), um habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília. No Distrito Federal, não é feriado, como em Recife. O caminho já era esperado pelos causídicos locais.

No habeas corpus, há um pedido de liminar, para o prefeito ser posto imediatamente em liberdade. O pedido foi sorteado para o ministro Jorge Mussi. O relator recebeu o processo às 14 horas desta segunda-feira. Não há prazo para a apreciação da liminar.

Demóstenes Meira foi preso em sua casa, no bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife, e foi encaminhado para à sede do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Draco). Ele foi preso na manhã da última quinta-feira (20), na deflagração da Operação Harpalo 2, da Polícia Civil.

Fonte: Portal de Prefeitura