Reforma da Santo Antônio é apresentada na Universidade de Pernambuco

foto: Aquilles Soares
Estudantes do curso de Geografia conheceram projeto elaborado pela equipe da Secretaria de Planejamento e Gestão

A equipe da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão realizou, na noite desta segunda-feira (20), uma nova apresentação do projeto de reforma da avenida Santo Antônio, no Centro da cidade. Desta vez, encontro aconteceu na sede da Universidade de Pernambuco (UPE), e teve a participação dos alunos do curso de Licenciatura em Geografia do local.

Foram responsáveis pela apresentação o secretário de Planejamento e Gestão, Carlos Carvalho, o arquiteto Emmanuel Rodrigues, e o técnico em edificações e eletrotécnica da pasta Enos Remígio. Durante a ocasião, o corpo docente da universidade conheceu a intervenção que irá abranger toda a extensão da via, — do Espaço Cultural Luís Jardim até o fim da avenida, em frente à Igreja Matriz de Santo Antônio; e vai ser executada em duas etapas

O momento foi solicitado pelo professor de Geografia Urbana da UPE, Carlos de Souza Guedes, que destacou a presença dos servidores municipais, para subsidiar a discussão  de questões urbanísticas da cidade. “Estive presente no último encontro realizado na Aesga, fiz alguns questionamentos, e achei oportuno trazê-lo para a Universidade de Pernambuco. Esse é o momento para que a gente possa discutir, à luz da ciência, a importância de se planejar o meio urbano da cidade”, pontuou.

Fizeram parte da apresentação temas como os aspectos urbanísticos da cidade, o traçado das vias do Centro e sua historicidade. “Agradeço o convite feito pela UPE, através do professor Carlos Guedes. Esta foi mais uma oportunidade de tornar público um trabalho realizado por uma equipe multidisciplinar. Tenho certeza que sua exposição detalhada pode ser útil para a formação profissional de muitos alunos, independente da área de atuação”, afirmou o secretário de Planejamento e Gestão, Carlos Carvalho.

As obras de requalificação urbanística da avenida Santo Antônio totalizam um investimento de R$ 3.004.610,16 (três milhões, quatro mil, seiscentos e dez reais e dezesseis centavos), vindos de recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional; e que foram adquiridos por meio de duas emendas parlamentares, do deputado federal Jorge Côrte Real, e do senador Armando Monteiro.