Passeata em alusão à Luta Antimanicomial percorre as ruas de Garanhuns

Ato faz parte da Semana da Luta Antimanicomial, promovida pela Secretaria de Saúde e parceiros

 

Como parte da programação da Semana da Luta Antimanicomial, foi realizada uma passeata em prol dos direitos das pessoas com transtorno mental a um cuidado humanizado. A caminhada contou com a presença de profissionais de saúde mental, pacientes e familiares. O ato foi desenvolvido pela Secretaria de Saúde, por meio das equipes dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps’s) das Flores e Álcool e Drogas (AD), e V Gerência Regional de Saúde (Geres), com o apoio dos residentes do Programa Multiprofissional de Residência em Saúde Mental e Coletivo de Lírios.

 

Segundo o coordenador de Saúde Mental do município, Raimundo Pedrosa Neto, o ato dá visibilidade ao Dia da Luta Antimanicomial, vivenciado no próximo domingo, 18 de maio. “Garanhuns fez parte do processo de desinstitucionalização psiquiátrica e é muito importante participarmos dessa luta por serviços mais humanizados para pacientes de saúde mental. É fundamental fazermos essa movimentação para que o público conheça a importância dos serviços e os cuidados junto à família e a sociedade, com acesso à cultura e ao lazer”, explicou.

 

Durante toda a semana, estão sendo promovidas atividades em celebração à luta antimanicomial. Ontem (13), uma oficina para profissionais de saúde com o tema “Luta Antimanicomial: o que podemos fazer de nós?” foi realizada na Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Na próxima quinta-feira (16), uma abordagem social, promovida pelos Caps’s Flores e AD, passará pelas feiras de Garanhuns, com a distribuição de materiais informativos sobre o movimento.