Felicidade Cordel canta Gonzaguinha

Fotos: Maumau Studio/Divulgação

Após mais de 10 anos de atuação ao lado do pai, o cantor e compositor Nando Cordel, Felicidade segue seus próprios passos e firma-se em carreira solo

Considerada a mais recente revelação da nova MPB, sem perder suas raízes regionais, a cantora pernambucana Felicidade Cordel reforça seu projeto de carreira solo e, em coprodução com seu pai Nando Cordel e suas irmãs Tauana e Fernanda, realiza, no dia 09 de novembro, no Teatro Barreto Júnior, o show “Felicidade Cordel canta Gonzaguinha. Interpretando as principais canções do emblemático compositor e cantor carioca, mas respeitando a obra central do homenageado, Felicidade dividirá o palco em alguns momentos com a banda Luamarte, de Vitória de Santo Antão-PE, e a cantora Bia Medeiros.

Resultado de intenso estudo sobre a vida e a obra de Gonzaguinha, o show apresenta a personalidade artística de Felicidade, com uma união harmônica e emocionante entre a música popular brasileira, o pop music e a originalidade cultural pernambucana. “Será uma grande honra subir ao palco para reverenciar um dos maiores ícones da música brasileira, e um dos parceiros de estrada do meu pai, minha maior motivação e influência profissional”, considera Felicidade Cordel.

A cantora entoará alguns dos clássicos imortalizados pelo filho de Luiz Gonzaga, entre eles: “Grito de alerta”, “Lindo lago do amor”, “Sangrando”, “Recado” e “Espere por mim, Morena”. “Selecionamos 16 canções para este show. E a maior dificuldade foi, de fato, a escolha de quais entrariam no repertório porque as letras de Gonzaguinha continuam super atuais e emocionalmente marcantes”, acrescenta Felicidade.

Fotos: Maumau Studio/Divulgação

SOBRE A ARTISTA – Filha do cantor e compositor pernambucano Nando Cordel, Felicidade tomou gosto pela música na infância, quando tinha 10 anos. A adolescência foi marcada pelo apoio artístico do pai, quando, aos 12 anos, começou a atuar como segunda voz de Nando. Aos 17, sob incentivo do pai, iniciou aulas para aprimoramento vocal. Em 2017, lançou seu primeiro disco homônimo, no qual revela as influências da pop music e da MPB. O material contem produções em inglês e português. Entre os destaques, “Sair das Ilusões”, “Don’t Leave Me”, “Out of Illusions” e “Não me Deixe, Não Vá Embora”.

SOBRE GONZAGUINHA – Filho do músico pernambucano Luiz Gonzaga, Gonzaguinha assinou a sua primeira composição aos 14 anos, Lembranças de Primavera, na década de 1960. Artista de postura crítica ao cenário nacional e político, teve mais de 50 músicas censuradas. Ao longo da carreira, teve suas composições gravadas por grandes nomes femininos da MPB, entre eles Maria Bethânia, Zizi Possi, Simone, Elis Regina e Joana.

 

 

SERVIÇO – Felicidade Cordel Canta Gonzaguinha

Data: 09 de novembro de 2018.

Horário: 20h30.

Local: Teatro Barreto Júnior, R. Est. Jeremias Bastos – Pina, Recife – PE.

Ingressos: R$ 50,00 + 1kg de alimento não perecível (ingresso solidário), R$ 100,00 (inteira) e R$ 50,00 (meia).

Local de vendas:  Eventbrite (https://www.eventbrite.com.br/e/felicidade-cordel-canta-gonzaguinha-tickets-50352936990)

Informações: (81) 3361.5363.