Desfile do Homem da Meia-Noite, em Olinda, tem esquema de segurança com quase 500 policiais

Detalhes da segurança e da vistoria no percurso do Homem da Meia-Noite foram apresentados nesta terça (30

Durante fiscalização no percurso do desfile, o Corpo de Bombeiros encontrou irregularidades, como desníveis e árvores a serem podadas, que devem ser ajustadas para evitar acidentes.

 

A segurança dos foliões que participarem do desfile do Homem da Meia-Noite, em Olinda, durante o carnaval 2018 será feita por 496 policiais militares. Além disso, o percurso, vistoriado pelo Corpo de Bombeiros, vai passar por ajustes para evitar acidentes. As informações foram divulgadas nesta terça-feira (30), na sede do clube, no bairro do Bonsucesso.

Segundo a Polícia Militar, a expectativa é de que 110 mil foliões acompanhem o Calunga, que desfila a partir da meia-noite do Sábado de Zé Pereira, em 10 de fevereiro. “A Polícia Militar se preparou fortemente para isso. Teremos patrulhamento itinerante, patrulhas móveis, patrulhas fixas e plataformas de observação”, afirma o Major Giovani Nascimento, comandante da Companhia Independente de Apoio ao Turista (Ciatur).

Depois da vistoria no percurso do desfile feita no dia 15 de janeiro pelo Corpo de Bombeiros, foram encontradas irregularidades que, segundo a corporação, serão corrigidas pela Prefeitura de Olinda. “Eram irregularidades como desníveis e poda de árvores. A ideia é que isso seja corrigido para trazer segurança à população”, explica o coronel Erick Aprigio, chefe da fiscalização do Corpo de Bombeiros.

Com a segurança reforçada e a fiscalização intensa dos bombeiros, a direção do Homem da Meia-Noite espera que, em 2018, o desfile seja ainda mais gigantesco, à altura de um dos símbolos da cultura pernambucana.

“Esperamos que o público venha brincar o carnaval, se divertir e reverenciar um dos maiores símbolos do carnaval do Brasil. Ele [Homem da Meia-Noite] surpreende sempre”, destaca Luiz Adolpho Alves, presidente do Clube Carnavalesco de Alegoria e Crítica O Homem da Meia-Noite.

Edição:Robson Ouro Preto