Curso de “Técnicas de investigação” visa combater a corrupção em PE

Visando fortalecer as ações de prevenção e repressão à corrupção em Pernambuco, a Escola de Controle Interno da Secretaria da Controladoria-Geral do Estado (ECI/SCGE) promove, nos próximos dias 25 e 26, o curso “Técnicas de Investigação”. A proposta é capacitar 25 servidores do Poder Executivo Estadual, sendo 15 da própria SCGE e os demais do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado da Polícia Civil (Draco/PC), para atuarem de forma mais efetiva em casos de corrupção e lavagem de dinheiro na administração pública.

Com esta iniciativa, a Controladoria e a corporação colocam em prática o convênio de cooperação técnica assinado no final de 2018 e consolidado em janeiro deste ano, que prevê um regime de mútua colaboração para o compartilhamento de sistemas, processos, práticas, produtos e metodologias. O curso terá 16 horas de aulas ministradas por Taciana Amorim e Hugo Santiago, respectivamente, coordenadora de Informações Estratégicas e diretor de Auditoria da SCGE; e instrutores do departamento policial.

A programação, que consiste na troca de experiências técnicas de investigação dos dois órgãos, será das 8h30 às 17h, no auditório da Controladoria, no bairro do Espinheiro, no Recife. Dividido em quatro módulos, o curso terá como foco de abordagem, por parte da SCGE, a compreensão e o nivelamento quanto a atividade da auditoria interna; exposição prática de técnicas e procedimento realizados pela auditoria; além da explanação sobre o Observatório da Despesa Pública (ODP), que tem como objetivo auxiliar na prevenção e combate à corrupção e no monitoramento dos gastos públicos.

Já Viviane Santa Cruz, Diego Pinheiro e Izaias Novaes, que integram a equipe do Draco, irão discutir conceitos de investigação policial, como prova, evidência e indício; lavagem de dinheiro; e técnicas utilizadas pela PC, com apresentação de casos práticos. “Poder contar com a expertise de investigação da Polícia Civil no curso da Escola de Controle Interno é essencial para que possamos fortalecer ainda mais as políticas que visam inibir práticas ilícitas contra a administração pública”, destaca a secretária da SCGE, Érika Lacet. Ela ressalta, ainda, que a orientação do governador Paulo Câmara é que os órgãos de Estado trabalhem de forma integrada em ações que tragam resultados cada vez mais positivos na prevenção e repressão no combate à corrupção.

ENCCLA – Ainda na quinta-feira, dia 25, a SCGE participa da segunda reunião da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla) em 2019. Formado por diversas entidades dos três poderes de todo o Brasil, o Grupo de Trabalho (GT) com representação da SCGE é responsável por discutir ações de acompanhamento da evolução patrimonial e dos bens em uso de servidores, com o objetivo de identificar e punir casos de enriquecimento ilícito na administração pública. O encontro acontece em Brasília, com transmissão online para vários estados.